Wednesday, September 24, 2014

Quarta Aula: Cortando a laser

Um dos objetivos do Semente é aproximar as crianças do Pequeno Cidadão da Universidade – fazer com que elas aproveitem melhor a oportunidade de estar todo dia no campus.  Nessa semana, tivemos a chance de fazê-las conhecer mais a fundo um espaço da USP, e a experiência foi sensacional. O NOMADS se interessou pela iniciativa e disponibilizou a máquina de corte a laser para confecção de alguns kits, além de intermediar o contato com os técnicos da oficina de maquetes, que permitiram que realizássemos a nossa atividade lá.

Dividimos o espaço da oficina de maquetes em três partes para aproveitar melhor os recursos disponíveis. Em uma delas, as crianças puderam ver a máquina de corte a laser funcionando, além de confeccionarem seus próprios chaveiros. Elas não podiam operar a máquina sozinhas, mas puderam interagir com ela.

Utilizando a própria máquina, confeccionamos dois kits – de engrenagens e de polias – que consistiam em outros dois espaços. Com o primeiro, elas podiam testar as relações de transmissão a partir de engrenagens de diferentes diâmetros, enquanto que o segundo permitia que elas sentissem como diferentes combinações de polias interferem no esforço necessário para elevar cargas, por eles mesmos ou por um robô. 
 Agradecemos mais uma vez aos técnicos da oficina de maquetes e ao NOMADS, em especial aos responsáveis pela máquina de corte a laser. Abrir as portas dos espaços da universidade é um incentivo a mais para continuarmos com as nossas atividades.

Até semana que vem! 

Posted on by Projeto Semente | 2 comments

Tuesday, September 9, 2014

Terceira Aula: Projetos no SketchUp

Nossos pequenos alunos e alunas de 10 a 11 anos de idade foram mais fundo nessa semana ao explorar o potencial que o computador nos oferece. Dessa vez, utilizamos o SketchUp, um software para a criação de modelos 3D.


No início da aula, cada um desenhou a primeira letra do seu nome. O primeiro contato com o programa foi através de ferramentas como linha, curva, extrusão e textura.

Com um gostinho de engenharia, elas passaram a desenhar peças tridimensionais de uma máquina. Quando todas as peças estavam desenhadas, todos puderam ver o modelo 3D completo do qual suas peças faziam parte: um majestoso cavalo mecânico com simulação de movimento.

A sede insaciável de conhecimento e prática pode ser notada em muitos, que não se contentam em parar por aí. Ao final da atividade, todos tiveram um tempo para desenho livre. São possibilidades infinitas para a criatividade.


Estamos ansiosos por mais!

Wednesday, September 3, 2014

Segunda Aula: Caça ao Tesouro com o Google

Usando as palavras de Rubem Alves, para as crianças “[...] tudo é espantoso: um ovo, uma minhoca, um ninho de guaxo, uma concha de caramujo, o voo dos urubus, o zunir das cigarras, o coaxar dos sapos, os pulos dos gafanhotos, uma pipa no céu, um pião na terra. Dessas coisas [...] nasce o espanto diante da vida; desse espanto, a curiosidade; da curiosidade, a fuçação (essa palavra não está no Aurélio!), chamada pesquisa; dessa fuçação, o conhecimento; e do conhecimento, a alegria!”


Em nossa última atividade, pudemos presenciar exatamente isso: como a curiosidade move as crianças!

Acreditamos que uma das principais ferramentas disponíveis para o desenvolvimento da educação e tecnologia são os sites de busca; por meio deles, pode-se encontrar e filtrar informação sobre tópicos variados e utilizá-la para a geração de conhecimento e desenvolvimento de ideias e projetos. Nesse contexto, não há como negar o domínio do Google e sua presença cada vez maior no dia-a-dia da sociedade como um todo.

Pois bem, o que propomos então? Na última sexta-feira, na praça do CAASO, preparamos uma caça ao tesouro utilizando o Google. Divididas em trios ou duplas, cada grupo recebeu três itens: um mapa da praça, um notebook e perguntas. Cada par de perguntas fornecia as coordenadas do mapa onde estavam as instruções para a pergunta seguinte; por fim, cada grupo encontrava letras que, juntas, compunham um anagrama para ser solucionado em conjunto.

E onde entra o Google nessa história? Foi por meio dele que as crianças buscavam as respostas. A distância da USP ao SESC, quantos estados possui a região norte, como converter reais em dólares e a tradução de fifteen são alguns exemplos de desafios propostos. Nada impossível de se responder, desde que você possa googlear suas dúvidas.

E o interessante foi ver que esse jogo e perguntas e respostas despertou a curiosidade geral, fazendo a criançada correr pela praça, entre os pontos e o notebook, para completar o desafio o quanto antes. E que ao longo da brincadeira usar o Google foi ficando cada vez mais fácil. E que brincando também se aprende muito.


Até a próxima!